Não tem nenhuma dor nem sofrimento físico, e ainda assim sente dificuldade em adormecer ou tem despertares frequentes? Parece que pode estar a sofrer das famosas insónias.

Dormir é fundamental para a saúde do ser Humano. É durante o sono que fixamos na memória todas as coisas que aprendemos ao longo do dia, repomos as energias para o dia seguinte e até que crescemos (a GH, também conhecida como a hormona do crescimento, só trabalha enquanto dormimos).

Quem tem insónias geralmente começa o dia já cansado, nunca está de bom humor e geralmente tem baixo rendimento profissional ou escolar.

O que causa as insónias?

Embora o resultado final seja quase sempre uma noite em claro, as insónias podem ter diferentes origens. Estas podem ser causadas tanto por comportamentos nossos, como algo que consumimos, ou serem uma manifestação do nosso mal estar psicológico ou emocional.

Confira a lista das causas mais frequentes das insónias:

  • Stress,
  • Ansiedade,
  • Depressão,
  • Doenças que provocam desconforto físico (como a artrite, insuficiência cardíaca, parkinson, etc.),
  • Excesso de exposição a ecrãs antes de dormir,
  • Falta de rotinas,
  • Consumo de cafeína, nicotina ou álcool,
  • entre outros,

Sintomas a estar atento

Nem todos nós experienciamos as insónias da mesma forma. Contudo, sempre que demorar mais de 30 minutos a adormecer, e/ou dormir menos de 6 horas, por 3 dias consecutivos, deve ficar alerta. São também sintomas da insónia:

  • Despertar durante a noite,
  • Despertar muito cedo,
  • Não se sentir descansado após uma noite de sono,
  • Cansaço ou sonolência diurna,
  • Irritabilidade, depressão ou ansiedade,
  • Dificuldade em prestar atenção, concentrar-se em tarefas ou lembrar-se de alguma coisa importante,
  • Aumento do risco de acidentes,
  • Dores de cabeça localizadas,
  • Problemas gastrointestinais,
  • Preocupações contínuas com o sono.

Como combater as insónias?

Se as insónias forem constantes podem tornar-se incapacitantes a curto prazo, se assim for, não hesite em contactar o seu médico ou psicólogo, para iniciar um tratamento mais profundo. Contudo, existem algumas técnicas a que pode recorrer para controlar uma crise ligeira de insónias.

Evite o uso de ecrãs perto da hora de dormir, praticar exercício físico, ou ingerir alimentos com cafeína ou bebidas alcoólicas.

Procure criar uma rotina de sono, deitando-se sempre à mesma hora. Antes de deitar, tome um banho quente, leia um livro, faça auto-hipnose ou medite.

Pode também beber um chá de camomila, ou outro relaxante e inalar produtos com cheio a alfazema.

Bons sonhos!