Vivemos momentos de grande incerteza. A nossa vida mudou drasticamente no último ano, e é normal sentirmos alguma ansiedade face ao futuro. Contudo, viver numa situação de ansiedade constante não só não é saudável, como pode trazer consequências para o resto da vida.

Para o ajudar a passar melhor pelo momento que estamos a viver, partilhamos consigo 5 dicas para que possa começar hoje a reduzir a ansiedade.

Reconhecer a Ansiedade

A ansiedade pode manifestar-se de várias formas. Regra geral, ela faz-se acompanhar de sintomas físicos que podem facilmente ser confundidos com outras situações. Confira a lista dos sintomas a que deve estar atento:

  • Dor ou aperto no peito e aumento do batimento cardíaco,
  • Respiração ofegante ou falta de ar,
  • Suores,
  • Tremores nas mãos ou outras partes do corpo,
  • Sensação de fraqueza ou cansaço constante,
  • Boca seca,
  • Mãos e pés frios ou suados,
  • Naúses ou sensação de enjo,
  • Tensão muscular,
  • Dor de barriga ou diarreia.
Cada pessoa é diferente, e os sintomas podem manifestar-se de diferentes formas. É importante estar alerta, para não deixar a situação avançar.

Como gerir a Ansiedade

  1. Controle o horário de trabalho – Se antes já era difícil trabalhar apenas as 40 horas semanais, com o teletrabalho, e a mistura entre a vida pessoal e profissional fica ainda mais complicado. Evite trabalhar fora de horas, e lembre-se que o seu corpo e a sua mente precisam de descanço para se manterem saudáveis.
  2. Relaxe e divirta-se – Mesmo estando mais por casa, procure continuar a fazer as atividades que lhe dão prazer como conversar com amigos, ouvir música ou ler um bom livro. Passeios higiénicos pelo parque, ou acariciar um animal de estimação também são excelentes formas de reduzir a ansiedade.
  3. Mantenha-se ativo –  A prática regular de exercício físico é fundamental para o bem-estar psicologico. Procure continuar a praticar exercício, mesmo em casa. E se não for um grande atleta, lembre-se que a atividade física não se resume a flexões e abdominais. Porque não colocar uma boa música, e dar uns passinhos de dança?
  4. Alimente-se bem: Nós somos o que comemos! E uma alimentação pouco equilibrada também vai causar estragos na nossa saúde mental. Os alimentos possuem nutrientes que irão atuar diretamente nos nossos neurotransmissores, por isso, cuide de si.
  5. Consulte um especialista: Não há vergonha nenhuma em precisar de ajuda psicológica para enfrentar momentos difíceis, como aquele em que nos encontramos. Apenas quando nos sentimos bem é que podemos cuidar das pessoas que nos rodeiam, e por isso não hesite em pedir ajuda.

Na MenteSoma temos todos os recursos necessários para o ajudar a combater a ansiedade e a melhorar a sua qualidade de vida.

Não precisa de viver em sofrimento! Marque hoje a sua consulta.